Colecionismo

O quê ser um colecionador significa para você?


O termo colecionador pode ter diferentes interpretações dentro da sociedade. Pode-se ter um colecionador admirador de arte, um investidor, um filantropista, e até mesmo um patrono - cada um com uma função e objetivo distintos dentro do mundo da arte.


Há também diferentes nuances do colecionismo: há aqueles ainda começando e tentando entender o que estão procurando; há o fruidor, aquele que gosta de adquirir obras de arte que o encanta, de uma maneira bem natural, até quem encara o ato de colecionar como uma profissão, se encontrando em um nível mais elevado da escala do colecionismo.


É comum para a maioria das pessoas, ao se pensar no termo, ter a imagem de um colecionador como alguém mais pro final dessa escala. Entretanto, são poucas pessoas que realmente se encaixam nessa categoria. Colecionar em nível de profissionalismo envolve muita reflexão e pesquisa, e um colecionador profissional normalmente tem objetivos bem definidos ao criar sua coleção: busca se posicionar, criar um arquivo histórico de ideologias por meio da arte, e construir uma narrativa dentro da sua coleção. Na grande maioria das vezes, nesses casos, comprar arte significa, pura e simplesmente, investimento.


Porém, uma coisa é certa: você não precisa ser colecionador profissional para ter obras de arte em casa. Ao ter 2 ou 3 obras, você já possui uma coleção - só se encontra em uma nuance mais inicial na escala de colecionismo! E não só isso, mas há muitas pessoas, que mesmo possuindo um elevado número de obras e comprando arte há anos, não se auto-intitulam colecionadoras — elas dizem que apenas apreciam e gostam de adquirir obras de arte.


Você pode até pesquisar e refletir muito antes de comprar uma obra, e até mesmo escolher criar um contexto para sua coleção. Mas, a não ser que queira levar este caminho muito à sério, não se pressione e não se limite a esses critérios.


Comprar arte é autoconhecimento. O comprador conhece mais sobre si, seus gostos, e percebe a cada obra o que o conecta ainda mais consigo mesmo. Adquirir obras ajuda um indivíduo a criar a sua identidade e seu entendimento sobre si e sobre o mundo que o cerca.


Aqui na Galeria Ora, temos espaço para todos os tipos e nuances de colecionador. Acreditamos que, em geral, os ColecionadOras são aqueles que se identificam com as artes que apresentamos e desejam manifestar-se por meio delas, além de que apreciam e dão valor à comunidade local e a história cultural/pessoal que as obras Ora carregam na bagagem.


Permita-se ser aquilo que seu coração deseja, sem tentar se pressionar para configurar uma determinada persona de colecionador. Não importa em que nuance de colecionismo sua vida se encaixa, nossas dicas vão ser sempre duas:


1. Adquira obras de arte, e se conheça por meio delas;

2. Comece, e então siga, colecionando obras com significado, que te encantam e te tocam.


Para entender melhor o que eu quero dizer com tudo isso, assista esse vídeo super interessante do canal do Art Basel e acompanhe o debate de alguns colecionadores (ou não), e suas percepções sobre o tema:

Collectors Talk | 21st Century Collectors: Next Generation Approaches.




Posts recentes

Ver tudo

Esses dias, vi um conteúdo que achei super interessante trazer para cá. É um vídeo bem curtinho (tem 6 minutos) mas de conteúdo rico, do canal da KURA/, uma empresa de consultoria de arte da Camila Yu

Começar conversa por Whatsapp